Delegacia de Homicídios prende mais quatro acusados de assassinatos em Feira de Santana

Investigadores do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana prenderam mais quatro acusados de praticar assassinatos na cidade.

Bruno Sena Alves, 20 anos de idade, Josenildo Santana Silva, o “Nildo” ou “Duda”, 23, e os primos Francisco Xavier Gomes da Silva e José Roberto Gomes da Silva, foram presos na quarta-feira (10) em cumprimento a mandados de prisão temporária.

Segundo o delegado Fabrício Linard, titular da Delegacia de Homicídios (DH/Feira), Bruno tinha um mandato de prisão temporária em aberto por conta da morte do adolescente Matheus Oliveira de Jesus, no dia 2 de fevereiro de 2016, e foi preso após ser apontado como suspeito de ter matado na última terça-feira (9), Gleidson Ferreira dos Santos.

Segundo o delegado, os familiares da vítima apontaram Bruno como suspeito porque Gleidson tentou matá-lo a tiros há cerca de quatro meses.

Durante a investigação não foram encontrados elementos que o apontavam como suspeito do assassinato de Gleidson, mas ele ficou preso por força do mandado de prisão do crime ocorrido em 2016. Bruno, que já tem passagens por tráfico de drogas, foi encontrado pelos investigadores na casa onde mora, na Rua China, no bairro Caseb, na quarta-feira, e agora encontra-se preso no Conjunto Penal de Feira de Santana.

Moisés dos Santos, acusado de tráfico de drogas, também é apontado como co-autor do assassinato de Matheus, e está sendo procurado. O adolescente foi morto porque não quis assumir a propriedade de drogas apreendidas com o pai de Moisés, que, por esse motivo, foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e ficou preso na Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE/Feira).

Os Primos Francisco Xavier Gomes da Silva e José Roberto Gomes da Silva foram presos na tarde de quarta-feira. Eles são acusados de matar a pedradas e por espancamento, Edivan Souza de Almeida, 32, portador de esquizofrenia, no último dia 26 de dezembro do ano passado, no conjunto Feira VII (relembre aqui). Os primos seriam liberados, pois o juiz plantonista do recesso forense decretou a prisão provisória deles por cinco dias. No entanto, a Delegacia de Homicídios aprofundou as investigações e representou pela Prisão Preventiva dos acusados, que são do estado de Alagoas, e possuem, segundo o delegado, vasta ficha criminal.

Também foi preso pelos policiais civis, Josenildo Santana Silva, acusado de matar o ex-presidiário Wendeu Rebert Correia dos Santos, 23, no dia 27 de setembro de 2017, na Avenida Eduardo Fróes da Mota (Anel de Contorno), no bairro Nova Esperança.

Colabore denunciando através do Whatsap (75) 9.9161-4224
A identidade do cidadão será preservada.


- Comente esta notícia dê sua opinião!
 Nome   
 Assunto do contato   
 E-mail   
 Mensagem   
 Endreo   

 

http://www.linkws.com

 

©2009 Jacuípe Notícias, todos os direitos reservados

Jacupe Noticias